harmonizando vinhos
Anunciante

Como combinar seu vinho:

Vinho, eis a bebida sagrada, muito comentada, bem apreciada e cada vez mais popular. Tradicionalmente as famílias europeias produziam seus próprios vinhos, porém com padrões de qualidade e avaliações cada vez mais rigorosas, limitando essa iguaria ao paladar dos nobres, o que distanciou a bebida do gosto comum.

Em tempos atuais, com a alta gastronomia em evidência (apesar de não gostar de classificar gastronomia em alta e baixa, discussão para o próximo artigo), o vinho volta ao gosto e as mesas de uma maneira geral.

Mas qual vinho beber? Escolho primeiro o prato? O vinho mais caro é de fato o melhor?

Minha sincera opinião, vinho bom é aquele que você gosta, aquele que agrada seu paladar e principalmente, o seu bolso! Facilmente encontramos bons vinhos com preços variando entre 40 e 60 reais. O que você deve saber é: qual seu paladar, o que as uvas proporcionam em sua boca, quem é este “tanino” tão comentado?

Escolhendo seu vinho

Harmonizar significa estar bom ao gosto.

Os vinhos secos e tintos lhe amarram a boca, dão aquela sensação de banana verde? Este é o tanino, presente na maioria das plantas, marcante nos vinhos tintos devido à utilização das cascas das uvas. Vale muito a pena se aprofundar no assunto, caso queira mergulhar neste mundo de vinhos. Porém se está começando agora com vinhos, opte por uvas com menos tanino: Zinfandel, Pinot Noir e Merlot, essas são as mais conhecidas e comercializadas nacionalmente. Tannat, Nebbiolo, Tempranillo e Cabernet Sauvignon poderão agradar mais ao gosto masculino, devido ao seu tanino maior.

Para não sentir desconforto, harmonize sempre o vinho branco seco com peixes e frutos do mar, tinto de Zinfandel, Merlot e Pinot com carnes vermelhas e massas pesadas com molho vermelho também. Se for de Carne de Cordeiro, vá de Cabernet, sem medo de ser feliz!

Pizzas? Vá pelo recheio. Eu costumo harmonizar sempre com vinhos jovens e leves. Romana, Quatro queijos (queijos com muita gordura, ou aliche e outros peixes), vá de Chardonnay; Margueritha, calabresa ou outra com sabores intensos, um Chianti ou um Carmenére são os mais apropriados !

Na dúvida, como diz a placa sob minha adega lá no Bistrô, acrescente mais vinho! Sempre com moderação, pois se é um brinde, viva o momento e a vida!  Não deixe o álcool sucumbir o prazer!

Comentários do Facebook