harmonização cervejas
Anunciante

Olá Galera.

Hoje vou falar sobre harmonização entre comida e cerveja. Ao contrário do que muita gente pensa, a cerveja é muito mais fácil de harmonizar do que o Vinho. Além de termos uma gama muito maior de possibilidades por conta dos mais de 120 estilos de cervejas existentes. Cada estilo com sua peculiaridade. Os aromas e sabores do vinho requerem do apreciador um paladar e olfato muito mais lapidado para as percepções sensoriais.

Para pensar numa harmonização, devemos ter em mente os ingredientes que compõe tanto a cerveja quanto os ingredientes da comida. A partir disso poderemos pensar qual cerveja harmonizará com determinado prato. Podemos pensar no contrário também, temos determinada cerveja e queremos fazer uma comida para harmonizar com a cerveja. Resumindo a ordem dos fatores não alterará a harmonização. As cervejas trazem para a harmonização uma gama de características sensoriais que não estão presentes no vinho.

Temos 3 tipos de harmonização:

– Por corte quando, por exemplo, os elementos da breja, como carbonatação e amargor, “quebram” a gordura presente no prato, limpando o paladar para a nova garfada. Pensem num belo hamburger com bastante queijo e bacon harmonizando com uma Breja bem Lupulada e álcoolica como uma IPA. É demais.

– Por contraste quando as características diferentes entre o prato e a cerveja acabam por valorizar a ambos.  Pensem num cheese Cake de frutas vermelhas  harmonizando com uma Sweet Stout. Uma cerveja bem escura, que também leva aveia na sua receita deixando-a mais suave e aveludada. Essa breja tem notas de café e chocolate amargo. Hummmmmm!!!!

– Por semelhança quando prato e cerveja possuem elementos sensoriais que se assemelham e agregam sensações aos dois, de modo que as qualidades recíprocas sejam ressaltadas. Pensem numa salada de abóbora Kabocha com melaço de cana , lascas de parmesão e mini rúcula harmonizando com uma pumpkin Ale, uma cerveja que tem uma característica peculiar de levar abóbora na receita, trazendo assim o aroma, sabor e dulçor proveniente da fruta.

De maneira geral cervejas leves acompanham comidas leves, enquanto cervejas mais fortes, intensas e encorpadas harmonizam melhor com comidas mais pesadas e gordurosas. Podemos também pensar da seguinte maneira. As cervejas Ale de alta fermentação são como os vinhos tintos e as Lagers de baixa fermentação como os vinhos brancos. Isso porque as Ale’s tem aromas e sabores muito mais intensos e marcantes que as Lagers que tem menos atributos sensoriais.

Comidas apimentadas devem harmonizar com cervejas lupuladas/amargas. Quem atua nesse momento é o lúpulo que tem o poder de intensificar o poder de ardência da pimenta.

Pra finalizar o assunto devemos nos alertar sempre para a ordem de degustação. Quando houver uma sequencia de pratos, deveremos sempre começar  pelos pratos e cervejas mais leves  e ir crescendo no poder sensorial tanto da comida quanto da cerveja.

Espero que as dicas tenham sido úteis. Até a próxima.

Saúde!

Logo - vini sommelier

Vinicius Colacioppo

Contato: (15) 9 9111-9837
E-mail: falecomigo@vinisommelier.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/ViniSommelier
Site: www.vinisommelier.com.br
Instagram: http://instagram.com/vinicolacioppo_brejas/

Comentários do Facebook