Aprenda como harmonizar o vinho

como harmonizar vinhoComo harmonizar seu vinho

Aprenda como harmonizar o vinho certo com cada tipo de prato 

Nada melhor para acompanhar uma excelente refeição do que um belo vinho, com tantos tipos e sabores. Dos mais ácidos aos mais doces o vinho é uma bebida extremamente versátil e perfeita para aprimorar a sua experiência gastronômica. Mas para se retirar o maior potencial possível dessa experiência, é necessário a harmonização do vinho com a refeição proposta. Algumas dicas podem ajudá-lo na hora de escolher o vinho perfeito.

Vinhos Ácidos

Vinhos ácidos combinam bem com pratos igualmente ácidos como peixes e frutos do mar, além de pratos ricos em gordura, pois os mesmos proporcionam a quebra da gordura na boca e uma sensação de frescor e limpeza. Exemplos desse tipo de vinho: tannat e Cabernet Sauvignon.

Vinhos Doces

Vinhos doces podem ser utilizados de duas ótimas maneiras: como complemento ao sabor do alimento ou como forma de contraste para realçar o sabor da refeição. Um vinho doce pode acompanhar uma refeição mais salgada como queijos e ao mesmo tempo servir de complemento para o sabor da sobremesa como pudim. O importante é que a doçura do vinho acompanhe o nível de sal e açúcar de sua refeição, de modo a não ofuscar o sabor do prato.

Vinho Tanino

Os vinhos taninos talvez sejam os mais difíceis na harmonização com uma refeição; eles são conhecidos por apresentarem aquela sensação de boca seca mas nem por isso deixam de ser utilizados como acompanhamento. Um vinho tanino pede um prato mais oleoso, pois o mesmo diminui a sensação de gordura.

Vinho Tinto  

Excelente acompanhamento para carnes, o tinto é bem variado, cabe a escolha do tipo à refeição proposta, o tinto seco é incrível para acompanhar carnes vermelhas e grelhadas, enquanto um seco encorpado se dá melhor com carnes assadas e queijos brancos.

Vinho Branco

Se o tinto é o acompanhamento perfeito para carnes vermelhas, o branco é o equivalente para carnes brancas, especialmente peixes e frutos do mar, não combinando muito com carnes e alimentos muito temperados.

Vinho Rosé

Devem acompanhar carnes magras, como frango assado, verduras gratinadas, omeletes e massas, mas não combinam bem com carnes vermelhas e peixes.

Espumante 

Nada como um espumante em conjunto com aperitivos, não é sem razão que os espumantes são o vinho número 1 em recepções, por ser flexível também harmoniza bem com queijos brancos, aves, salmão e entradas.

Guia Chef
Apaixonados por gastronomia / contato@guiachef.com.br